“Com a digital do PT, não passa”, com esta frase, Renan encarna o fascismo

Acabo de me deparar com matéria publicada, pelo jornal digital Brasil 247, hoje, 26 de março de 2015.

A matéria informa que Renan Calheiros, presidente do Senado, promete barrar indicados do poder executivo que tenham a “digital do PT”. E isto é extremamente assustador. É assustador pelo fascismo que encerra. Esta força que insiste em fazer morada entre alguns poderosos mundo afora e Brasil adentro.

No fascimo, raças consideradas superiores devem obter espaço deslocando ou eliminando aquelas consideradas inferiores. Na variação proposta pelo ocupante do cargo de Presidente do Senado, Renan Calheiros, a raça indigna são os membros do PT ou qualquer um que tenha afinidade pelas ideias defendidas pelo PT. Ou mesmo, tenha se manifestado a favor do PT, ou em defesa do PT em situações de agressão contra esta agremiação.

Ora, diante da sugestão do nome de Luiz Edson Fachin, foi assim que, informa o Brasil 247, Renan Calheiros reagiu. Luiz Fachin é advogado e professor de Direito Civil da Faculdade de Direito do Paraná. Mestre e doutor pela PUC de São Paulo. Sua obra é pedra angular da discussão sobre a dignidade da pessoa humana. É um dos maiores nomes do Direito Civil, e tem vasta obra.

Acontece que Renan Calheiros considera que ele tem a “digital do PT” porque tem ligações históricas com a CUT e o PT.

Bem, digamos que possa se dizer isto. Que Luiz Fachin tenha “digital do PT” por estes motivos. O que o senador Renan Calheiros está produzindo é uma ação fascista por qualquer abordagem que se analise. Pois ou está sendo fascista em relação ao PT, e ainda promovendo casuísmo, porque estaria afirmando que o PT é pior (inferior) aos demais partidos. Se tivesse a “digital” de outro partido, então não teria problema. Ou, de igual forma fascista e perigoso, poderia complementar que não pode ter a “digital” de nenhum partido. E neste caso estaria afirmando que os partidos políticos e seus afiliados e simpáticos seriam inferiores. É uma tese ainda mais complicada porque estaria ainda criminalizando a própria ação política. E se é o caso deveria pedir para ser preso, ou impedido ao exercício da vida pública.

Não, senhor senador Renan Calheiros, a sociedade não aceita fascistas.

Há ainda mais um aspecto. Os critérios para a escolha de ministros para compor o Supremo Tribunal Federal. A Constituição da República Federativa do Brasil trata disto no seu artigo 101.

Art. 101. O Supremo Tribunal Federal compõe-se de onze Ministros, escolhidos dentre cidadãos com mais de trinta e cinco e menos de sessenta e cinco anos de idade, de notável saber jurídico e reputação ilibada.

E é a isto que o senhor Renan Calheiros e os demais membros do Senado deveriam se ater. Mas descaradamente, o presidente do senado confessa segundo informa a mídia que não seguirá este protocolo. Irá inovar. Irá colocar novos critérios na escolha. Agirá em desconformidade à Constituição. Agirá fora da Lei.

O que mais é preciso para que seja investigada esta denúncia que a mídia trouxe hoje, e que seja aberto um processo contra este senhor?

Ou será que agora os representantes do povo podem agir de forma ilegal e fascista tão descaradamente e publicamente?

renan calheiros fascista

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s