Josemiro acorrentado… a casa dos estudantes foi desviada

JOSEMIRO DANIELO drama de estudantes do interior que estudam em universidades federais nas capitais ou grandes centros do Brasil é bem conhecido. Parte das lutas pela democratização do ensino superior, o acesso à moradia estudantil é uma das garantias mínimas que viabilizam a permanência de jovens oriundos dos munícipios do interior. Os que possuem condições financeiras ou parentes na capital conseguem viabilizar sua permanência, mas isto é praticamente proibido àqueles que vêm de famílias humildes. Se o ENEM permitiu o acesso ao ensino superior a muitos destes jovens, vários deles veem seus sonhos se desfazerem pelas condições impostas durante as suas permanências foram de seus municípios. As residências estudantis ajudam a minimizar este problema, bem como bolsas que auxiliem nas despesas estudantis.

JOSEMIRO 01A UFMA nos últimos dez anos recebeu verbas, inclusive de emendas parlamentares, para a construção de residência estudantil dentro do campus Bacanga. Em 2007 iniciou a construção do prédio para estes fins, trazendo esperança para centenas de estudantes e futuros estudantes. Mas a esperança é herança última liberta da caixa de Pandora, e talvez o pior dos castigos, pois, uma vez não correspondida, esgota suas vítimas e os coloca, frequentemente, em desespero. Pois o que ocorreu foi que a esperança inicial esbarrou na inércia e na falta de vontade. As obras foram paralisadas.

Em 2011, os estudantes foram surpreendidos com a notícia de que, com novas verbas, o prédio seria direcionado para o funcionamento da Gráfica universitária. Os estudantes agora não puderam mais deixar de agir, e manifestações foram realizadas. Mobilização. Debates. E conseguiram barrar esta destinação porque isto caracterizaria desvio de finalidade. O resultado foi novo abandono da continuidade das obras. Paralização. Mas os estudantes não se entregaram. Novas mobilizações garantiram reuniões com o reitor, e o compromisso foi firmado: o término das obras, e a destinação para residência estudantil. Novamente a esperança se espalhou. Agora era só esperar, afinal verbas parlamentares estavam garantidas, e chegaram. Acontece que foi liberada e entregue na véspera da transição de gestão da UFMA. A nova gestão passou a dizer que não recebera os recursos, mas por vias judiciais ficou demonstrado que os recursos haviam sim sido repassados.

No início de 2013, o que se viu foi a retomada das obras e sua finalização se aproxima, mas a surpresa agora é que o prédio não mais abrigaria os estudantes. O prédio será adaptado para o funcionamento do Núcleo de Assistência ao Estudante. Não mais uma moradia, mas um núcleo de apoio. Uma forma de desfaçar um desvio de finalidade.  O Ministério Público poderá assim considerar que não houve desvio de finalidade, já que está relacionada à atenção aos estudantes. O novo reitor passa a negar também que o compromisso firmado pela reitoria no passado garantindo o prédio para a residência estudantil fosse um compromisso institucional.

Josemiro Ferreira de Oliveira (28 anos) é estudante de Ciências Sociais, no 6º período. Josemiro é filho de lavradores, e desde criança além de estudar ajudava a família nas tarefas. Como se diz, o jovem além de estudar, trabalhava com enxada nas mãos sob o sol escaldante de São José dos Basílios, distante 340 km da capital maranhense.

Josemiro divide moradia estudantil com outros 25 estudantes, em um imóvel adaptado, sob condições inadequadas, distante do campus Bacanga, e na última segunda-feira, 25 de novembro, à noite, em assembleia decidiram que algo mais forte tinha que ser feito. Josemiro decidiu que faria algo que pudesse chamar atenção da comunidade universitária e extrauniversitária para o que os estudantes consideram o desvio de finalidade, e uma quebra da promessa institucional de destinação do prédio que desde seu projeto e encaminhamento de verbas seria  a residência estudantil.

JOSEMIRO 02Josemiro Ferreira de Oliveira resolveu se acorrentar ao portão de entrada do prédio da tão prometida residência universitária e realizar greve de fome, que iniciou imediatamente na segunda-feira. Hoje, sábado, 30 de novembro, no sexto dia da greve de fome, ele continua acorrentado à esperança de que a instituição retorne o prédio a sua destinação original. Mas do que esperança, a determinação de que irá lutar, que junto aos estudantes da UFMA farão todo o possível. Nestes dias a adesão de outros estudantes, professores e funcionários à manifestação foi crescente. Houve no final da tarde uma mobilização com passeata pela cidade universitária e na entrada da UFMA.

A saúde do jovem Josemiro Ferreira tem sido monitorada e acompanhada graças à dedicação da professora do departamento de Enfermagem, Sirliane Paiva, e também dos estudantes que estão acampados frente ao prédio e se revezam o dia inteiro, de forma a não perderem aulas, mas garantir que Josemiro não fique sozinho. Após seis dias no entanto, o estado de ânimo do jovem já demonstra desgaste, e uma febre se instalou, ainda que baixa. Os níveis de glicose, de eletrólitos, e a hidratação estão sendo mantidas. Cuidados estão sendo administrados. Por conta da febre, o SAMU foi acionado e compareceu ao local, oferecendo assistência ao jovem. Os funcionários do SAMU se sensibilizaram e solidarizaram, fazendo votos de sucesso à mobilização, e muitos populares que passavam pelo local relatavam indignação com a falta de ação da reitoria.

Notícias davam conta de que o reitor estaria em Brasília, e que qualquer decisão teria que aguardar sua volta. Contudo, o que todos que estão lá tem como certeza é de que o reitor Natalino Salgado se encontra “escondido” em sua residência. Alguns já falam em fazer acampamento no local.

O blog PIG se solidariza com a luta, e se envolve na tentativa de alcançar maior repercussão e fortalecimento. O blog PIG chama a todos para compartilharem e divulgarem esta situação, também preso à esperança de que algo possa mudar, e o prédio tenha sua destinação inicial.

Ah, esperança! Esta velha companheira, que por vezes nos reserva surpresas, algumas boas outras más. Só espero que desta vez as notícias sejam boas.

Atualização: 01 de dezembro de 2013 –

“MESMO INTERNADO, ESTUDANTE SEGUE EM GREVE DE FOME – na tarde deste sábado primeiro de dezembro, o estudante Josemiro Oliveira foi transferido por uma equipe do Hospital Universitário do local em que estava em greve de fome desde terça-feira, em frente ao prédio onde deveria ser instalada a Residência Universitária no Campus do Bacanga, para um leito no Hospital. Lá, recebeu soro e acompanhamento médico do HU. Mas decidiu manter firme seu propósito de somente voltar a se alimentar depois de ver cumprido o objetivo de seu protesto: ver a casa do estudante no campus finalmente cumprindo seu papel.”

Abaixo um dos pedidos de apoio compartilhados por estudantes no Facebook:

NOTA DE SOLICITAÇÃO DE APOIO!!!

Nós alunos da casa de estudante REUFMA(masculino) CEUMA(masculino)LURABG(feminina) Estamos precisando do apoio de todos os alunos e professores da Ufma,para que juntos sejamos mais fortes,compareçam onde se encontra o estudante Josemiro!!que está na porta da casa que a princípio a verba investida da sua construção vinda do Governo federal é para abrigar estudantes que vem do interior,de outros estados,de outro país,mas que o Reitor Natalino Salgado desviou a finalidade da casa com outro proposito!O reitor Natalino está violando nosso direito!!!

A SEGUIR TRECHO DA NOTA do Movimento das Mulheres em Luta (MML):

Atualmente existem 3 Residências Estudantis no Centro, sendo 2 para homens e 1 para mulheres, porém essas residências se encontram com uma infraestrutura precária, onde não oferecem segurança e os estudantes ainda tem gastos com o transporte. A residência estudantil não atende nem a metade de estudantes que vem do interior e de outras cidades do Brasil (atualmente não atendem nem 80 estudantes), e muitos acabam largando o curso por não terem onde morar, nem condições econômicas suficientes para pagar uma kitnet, por exemplo.”

http://ecosdaslutas.blogspot.com.br/2013/11/preocupados-com-vida-de-josemiro.html

http://novareufma.blogspot.com.br/2013/12/notal-oficial-das-casas-de-estudantes.html

Uma resposta para “Josemiro acorrentado… a casa dos estudantes foi desviada

  1. MARIA TEREZANE DOS SANTOS DA SILVA

    Nós estudantes,de outras cidades,vindo do interior,de outros estados,de outros países,estamos lutando para que nosso direito a moradia na casa no Campus-Ufma seja cumprida.A verba Federal veio para construção da casa estudantil,mas nunca funcionou! O direito do estudante de baixa renda!Eu lutarei junto com todos os outros estudantes!Sou do interior,temos necessidades de uma melhor condição de moradia aqui em São Luis!! A Casa estudantil no Campus,nunca funcionou! O reitor desviou sua finalidade!! Não vamos parar!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s