Imagem

Quadrilha por Luiz Fux

 

Não sei, mas citar os estudos de Carrara, será que é mesmo um embasamento correto? Carrara faria a mesma leitura?

Assim começa o trabalho de Carrara:

“Entre 1983 e 1988, estive empenhado em uma pesquisa cujo objeto imediato era a realidade institucional do Manicômio Judiciário Heitor Carrilho, no Rio de Janeiro. Durante o período em que fazia visitas regulares à instituição, sofria angustiadamente a dificuldade de construir uma abordagem sociológica satisfatória daquilo que, para mim, os altos muros do hospício-prisão procuravam esconder. Além da paisagem dantesca característica das prisões brasileiras, o Manicômio Judiciário desvela, para aquele que ultrapassa seus portões, um tipo de criminalidade (ou um aspecto da criminalidade) bastante inquietante e freqüentemente negligenciado pelos que estudam a questão. Passado e presente das instituições reservadas ao chamado ‘louco criminoso’ são permeados de alegorias macabras, ações criminosas aparentemente gratuitas que nos obrigam a encarar situações em que a violência ou a crueldade surgem como fins em si mesmas.”

 

Anúncios

3 Respostas para “Quadrilha por Luiz Fux

  1. anisio luiz nogueira filho

    ISSO É UM MINISTRO DO STF? NEM POSSO ACREDITAR!

  2. Este é um grande babaca!! Um enorme FDP!!

  3. este sr é INACREDITAVEL!
    juiz???!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s