Se não estão preparados psicologicamente, não deviam ser PMs

Matéria publicada pela Folha de São Paulo Cotidiano traz fala de um policial.

Você pode ler aqui.

No entanto, vale a pena refletir sobre suas ponderações sobre a ação.

“Na opinião do policial, a morte de Aquino deve ser avaliada dentro do seguinte contexto:

1) oito policiais foram mortos e cinco bases da PM foram atacadas desde junho;
2) o cabo Robson, um dos policiais envolvidos na ação, foi baleado em junho do ano passado numa tentativa de roubo na avenida Pacaembu;
3) a ação aconteceu em uma rua com pouca iluminação, e Aquino, agitado, fez um movimento brusco com o celular na mão, o que levou os PMs a acharem que ele estava armado e iria atirar.

“Vivemos um momento de tensão muito grande”, disse.”

Utilizando a mesma linha de raciocínio, se analisarmos a situação em que vive a comunidade na relação com a polícia militar, TRAGÉDIAS ocorreriam todos os dias contra policiais militares.

Fica a fala do advogado da família de Aquino (o empresário morto na ação):

” Se não estão preparados psicologicamente, não deviam ser PMs.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s