Francischini é do esquema!

O Conversa Afiada reproduz documento da CPI do Robert(o) Civita que incrimina o brindeiro Gurgel.

Gurgel é aquele que sofre uma investigação da própria Corregedoria do Ministerio Público, que acatou pedido do Senador Fernando Collor.

Collor o acusa e à mulher de prevaricação.

Francischini deve ser aquele que, provisoriamente, conseguiu do Juiz Pinto Jr o direito de substituir os militares pela Justiça no processo de Censura à Imprensa.

É uma vitoria privisória.

Em tempo: como se sabe, o senador Fernando Collor também faz questão de levar Robert(o) Civita e seu diretor em Brasília, Policarpo Jr ao banco dos réus da CPI. Collor denunciou formalmente Policapo de ser o “pivô” , o “mastermind” da operação que mercanciava o trânsito de informações entre o Ministério Público e o crime organizado por Carlinhos Cachoeira. E, como se sabe, também, aVeja se aproxima do Juízo Final. A Globo, pelo menos, mandou embora seu diretor em Brasíliaque operava o Carlinhos Cachoeira para a Época. Falta chegar à direção do jornalismo no Rio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s