Quíron e Flávio Dino – dor, perda e ativismo na saúde

Quíron, segundo Angeli e Scouto, representa o curador, o ferido, e  a compaixão diante do sofrimento, dentre outras coisas.

Quíron nasceu diretamente de Cronos e a ninfa Filira, mas rejeitado por sua forma de centauro (metade homem metade cavalo) é abandonado. Posteriormente, é adotado por Apolo. No seu desenvolvimento, acaba sendo um mestre de várias artes e as ensinando a diversos discípulos, inclusive Hércules e Asclépio (ou Esculápio), que têm suas histórias unidas por Quíron.

Ao ser o mestre de Hércules nas artes da Guerra, Quíron acaba sendo ferido por um flecha envenenada de seu discípulo, e passa a sofrer eternamente, pois sendo Deus é eterno, mas ferido por Hércules sofrerá por toda a imensidão dos tempos. No entanto, Quíron troca sua imortalidade pela pena de Prometeu, que havia sido acorrentado no Cáucaso eternamente. Quíron falece sendo transformado em uma constelação por Zeus.

Antes, durante seu sofrimento, Quíron se dedica à arte de curar. Diante do sofrimento, apena-se dos homens que viviam eterno sofrer, e cria a arte do cuidar, do curar, do reabilitar, enfim todas as artes relacionadas à saúde, e as ensina a Asclépio (Esculápio). Asclépio é o primeiro médico da humanidade, e pai de diversos filhos e filhas envolvidos nas artes médicas – Higéia, Panacéia, Eagle, Telésforo e Acésio.

Em suma, foi na dor que foi criada a Medicina, e embora a antiguidade da Mitologia Grega, nós a vimos se repetir cotidianamente. É no se identificar com os humanos que Quiron desenvolve este importante saber. E recentemente na história de nosso País (Brasil), ao presenciarmos a dor e morte de Duvanier Paiva e de Marcelo Dino, que percebemos de maneira sólida a dor dos brasileiros e finalmente aprova-se a Lei 12.653, de 2012, e a urgente necessidade de criação de varas no judiciários especializadas em saúde.

A iniciativa do Governo Federal em criar a Lei Duvanier, e a a luta de Flávio Dino para que ninguém mais sofra a dor que sua família experiencia é transformante, e qual Quíron, perguntamos-nos será que foi necessária para que acordássemos. Flávio Dino transforma sua dor em luta. Uma luta pela humanidade. Uma luta pelos brasileiros. Qual Quíron que ao sofrer desenvolve a arte da Medicina e a ensina à humanidade, Flávio Dino transforma seu sofrimento em luta para que reduzir a dor dos outros.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s