Pinheirinha – a história de um escândalo

http://marcelinofreire.wordpress.com/2012/02/06/pinheirinha/

Tem horas em que a gente fica pasmado. Não encontra o poema. O grito fica sem grito. Falta parágrafo. Falo da desocupação do Pinheirinho. Em São José dos Campos em São Paulo. Da ação violenta no mês passado. Truculenta do governo tucano. Faz tempo. Estou formulando a minha indignação. Por enquanto omissa. Calada. Sem forças. A minha prosa pouca. Que merda!

Eis que veio em casa no sábado passado a fotógrafa paulista Laura Aidar.  Companheira do poeta e amigo Thiago Cervan. Que também veio. Os dois tinham ido testemunhar de perto o que restou de Pinheirinho. E documentaram tudo. E ajudaram inclusive a formar barreiras. Resistências.

Um dos flagrantes de Laura é o desta menininha da imagem acima. Neste silêncio. Neste ódio fundo. Desamparo. E incompreensão no coração. Na carne para sempre. A história de um escândalo. Desumano. Essa violação de direitos. Esta vergonha nacional. Meu Cristo! Repito. Faltam-me palavras. Brabas e bubônicas.

Um sentimento que dê conta do que estou sentindo. Desde o começo deste ano. Por dentro. E acabo de encontrar nas fotos de Laura a arma. O gatilho. A pólvora que a gente. A toda hora. Deve espalhar. Sempiternamente. Para as gerações de agora e as gerações vindouras. Não esquecerem deste momento.

A saber: para conferir todas as fotos da Laura acesse aqui. E em tempo: aquivocê ainda lê o texto contundente de Felipe Choco. Juntos. Ele e Laura. De alguma forma traduzindo. Esse olhar fundo da menina. Pinheirinha. O silêncio que nos assombra. Busca pela resposta. Urgentemente nos cobra e nos culpa e nos fumina.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s