Ana Helena Tavares entrevista Pedro Rios Leão

http://correiodobrasil.com.br/pedro-e-a-globo-cineasta-que-esteve-em-pinheirinho-completa-seis-dias-algemado-e-em-greve-de-fome/369942/

“Quando eu estava aqui no Rio de Janeiro e já acompanhava a disputa política entre o Naji Nahas e seus braços no poder judiciário de São Paulo e o governo paulista contra o governo federal, eu já estava muito preocupado. Eu fui para lá na segunda-feira (23/01, dia seguinte à desocupação), mas antes eu vi o pacto federativo sendo rompido, soube que a Polícia Federal tinha sido expulsa a tiros e o Paulo Maldos (secretário nacional de articulação social da presidência da República) havia sido baleado.”

“Eu cheguei a São José na segunda-feira. Às dez da manhã, tinham matado um cara na frente de centenas de testemunhas e sumido com o corpo. Quatro tiros. Assim que eu cheguei, tinha sangue no chão. A população estava em pânico. E com certeza os crimes continuaram, porque a população estava encarcerada, em campos de concentração, (presa) pela mesma PM que estava chacinando eles.”, relata Pedro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s